top of page
  • Foto do escritorAcirmesp

Saúde e bem-estar: dicas para cuidar de pacientes acamados

Cuidar de uma pessoa acamada exige o conhecimento de diversas técnicas para proporcionar bem-estar e evitar complicações no quadro. Além disso, é imprescindível para estimular a recuperação do paciente, quando possível.

Independentemente da idade, todas as pessoas acamadas precisam de cuidados que incluem, basicamente, a satisfação de todas as necessidades. Assim, os cuidadores precisam atuar em várias frentes — na garantia de uma alimentação saudável, da higiene do paciente, entre outros.

Em meio a tantas tarefas, os cuidados de higiene pessoal podem ser negligenciados, mas eles são essenciais para a saúde e bem-estar de todos. Além de manter a pessoa acamada confortável, algumas ações simples previnem contra lesões e outros problemas.

Reunimos algumas dicas simples que vão te ajudar no roteiro de cuidados. Acompanhe a leitura e confira algumas orientações para manter o bem-estar e a saúde de pacientes acamados.


Cuidados com a higiene pessoal


Uma boa higiene é imprescindível para a manutenção da saúde de qualquer pessoa, mas no caso de acamados isso é ainda mais importante. Esses pacientes, que permanecem muito tempo na mesma posição, desenvolvem feridas, que devem ser limpas de modo a evitar infecções ou agravamento das lesões.

Assim, os cuidadores devem ter uma atenção especial para garantir que esses machucados não evoluam para algo pior. Com orientação profissional, o procedimento deve ser feito delicadamente, utilizando lenço umedecido em soro fisiológico e outros produtos indicados pelo médico.

Além disso, outros cuidados são essenciais para manter o bem-estar dos pacientes acamados.


Como lidar com urina e fezes


Um paciente acamado, em geral, urina de 4 a 6 vezes por dia — e devido à incapacidade de movimentação, muitas pessoas acamadas precisam utilizar fraldas. Na verdade, é importante que os cuidadores levem o paciente até o banheiro até quando isso for possível. Afinal, quando em contato com a pele, a urina pode causar assaduras e ferimentos.

Em outros casos, o uso das fraldas é necessário em todos os momentos. Isso ocorre, principalmente, pela dificuldade de movimentar o paciente ou quando ele sofre de incontinência urinária.

Desse modo, os cuidadores precisam monitorar ainda mais os pacientes, uma vez que a fralda deve ser trocada sempre que estiver molhada ou suja. A eliminação das fezes, por sua vez, é menos frequente em pessoas acamadas, o que exige atenção. Caso o paciente não evacue por mais de 3 dias, pode ser necessário dar medicação sob orientação profissional. Procure conversar com o nutricionista ou médico sobre mudanças na dieta que possam auxiliar o paciente a ir ao banheiro da forma mais natural possível. Não esqueça que a hidratação é essencial para a saúde e que contribui para um intestino que funciona com regularidade.


Banho quente


A falta de movimentação é extremamente prejudicial para o organismo humano. Geralmente, pacientes acamados desenvolvem problemas de circulação, respiração e dermatológicos — e o banho quente é ótimo para aliviar esses problemas.

O vapor da água quente auxilia na abertura das vias nasais e respiratórias, além de proporcionar o relaxamento dos músculos. Nos casos de pacientes com lesões na pele, o banho quente melhora a circulação do sangue no local, diminuindo a chance de agravamento e infecção.

Com o kit de banho no leito, dar banho em pacientes acamados de todas as idades é muito mais fácil. A banheira inflável foi feita para ser utilizada no leito, seja em residências ou hospitais, e sem grande esforço. Confira um vídeo explicativo desse produto exclusivo da Confort Banho.


Cuidados com a alimentação


A alimentação dos pacientes acamados deve ser adaptada conforme os problemas de saúde. Por isso, uma consulta inicial com o médico ou nutricionista é imprescindível para garantir uma alimentação adequada.

Muitas pessoas ainda conseguem mastigar os alimentos e, nesses casos, o processo é mais simples. Uma vez que possuem problemas de mobilidade, no entanto, é necessária ajuda para levar os alimentos até a boca. Outros pacientes, contudo, perdem a capacidade de mastigar, sendo necessário o uso de uma sonda de alimentação.

Além disso, a consistência dos pratos também pode mudar de acordo com os pacientes. Por exemplo, é muito comum que algumas pessoas, especialmente os idosos, apresentem dificuldades para engolir ou digerir alimentos sólidos. Então, o cuidador deve processar os alimentos para deixá-los em uma consistência pastosa. Confira as receitas de sopas saudáveis e nutritivas publicadas no blog da Confort Banho.


Bem, esses são apenas alguns dos cuidados que os pacientes acamados precisam para uma vida de qualidade. Gostaram das dicas? Acompanhe o blog da Confort Banho e siga o Instagram (@_confortbanho) e Facebook para conferir mais.







17 visualizações

Comments


bottom of page