top of page
  • Foto do escritorAcirmesp

Cuidador de idosos: cuide também da sua saúde mental!

A função de cuidador de idosos é algo extremamente gratificante mas também complexo, justamente por trazer várias exigências, tanto físicas quanto psicológicas.

Durante a rotina, o cuidador passa por diversas situações que influenciam suas emoções. Um exemplo é dar banho no paciente: apesar de ser uma tarefa relativamente simples, exige que o profissional lide com muitas emoções, como vergonha ou o sentimento de invasão à privacidade alheia.

E neste momento de pandemia tem todo o estresse de utilizar o transporte público, novos procedimentos ao chegar à casa da pessoa idosa, o medo de pegar o vírus e passar para a pessoa cuidada e a família.



Desafios da rotina de um cuidador de idosos


O cuidador passa por diversos desafios durante sua rotina. Muitas vezes, tais obstáculos não estão relacionados apenas a questões profissionais, mas sim à saúde da pessoa assistida.

Entenda melhor alguns desses desafios:


Patologias


Frequentemente, quando uma família contrata um cuidador, a pessoa assistida em questão pode apresentar um quadro clínico complexo, com debilitações físicas ou patologias como Alzheimer, depressão ou Parkinson.

Tais fatores podem influenciar diretamente nas condições mentais do idoso, gerando reflexos em pessoas de seu convívio, como o cuidador de idosos.

Ou seja, isto pode desencadear situações extremamente estressantes para o cuidador, como discussões infundadas, crises de choro repentinas ou agressões físicas e verbais.



Relações com família


Não podemos assumir que todas as famílias no país têm a mesma dinâmica e um bom convívio. Pelo contrário, de acordo com o Instituto de Psicologia e Controle do Estresse, a maior fonte de estresse são as relações, inclusive as familiares.

Neste contexto, o cuidador de idosos acaba sofrendo muito porque não tem que lidar somente com o estresse proveniente da própria família, mas também com a família da pessoa assistida.

Além disso, muitas vezes a família não compreende completamente as responsabilidades do cuidador, ou exige que o cuidador faça algo que não estava especificado no contrato.

Isso afeta muito o psicológico do profissional, uma vez que ele acaba trabalhando mais do que o combinado.

Devido ao medo de protestar e ficar desempregado, o profissional acaba desenvolvendo insegurança, medo e ansiedade relacionados a seu trabalho.


Carga horária excessiva


O cuidador de idosos pode acabar sofrendo com as cargas horárias de seu emprego, principalmente por ser uma profissão esgotante.

O cansaço pode ser do tipo físico, com dores, lesões e falta de sono, ou do tipo psicológico, tendo como exemplo a Síndrome de Burnout, um distúrbio emocional com sintomas de exaustão extrema, estresse e esgotamento físico.

É importante ressaltar a importância de buscar ajuda de profissionais e obter um diagnóstico confiável se tiver tais sintomas.


Como lidar com as emoções?


Agora que você já sabe melhor quais são os desafios enfrentados pelo cuidador de idosos em sua rotina, é hora de entender como lidar com as emoções!

Então, confira 7 fatos que vão te ajudar a lidar com suas emoções e cuidar da sua saúde mental:


1. A condição do paciente vai sim te afetar!


Ao iniciar um trabalho como cuidador de idosos, é importante levar em consideração a situação física e saúde mental do idoso.

Esses pontos vão afetar a sua rotina no trabalho. Logo, é importante que você tenha as habilidades e competências específicas para lidar com o quadro clínico e psíquico do idoso.


2. Não é pessoal!


Devido a distúrbios psicológicos, questões internas e relações familiares, o idoso pode apresentar intensas e diversas emoções que, muitas vezes, podem ser refletidas em você.

No entanto, saiba que não é pessoal!

O idoso não quer ferir sua moral, porém isso não significa que você precise escutar grosserias aleatórias. Pelo contrário, é necessário impor limites e não levar esses conflitos como ofensas pessoais.


3. Conheça os direitos dos idosos


Conhecer quais são os direitos de seus clientes é essencial. Dessa maneira, não tem como você cometer algum tipo de infração acidental e, assim, acaba protegendo o idoso e você também.

Por isso, revise sempre o Estatuto do Idoso.


4. Entre em contato com médico nas questões que envolvam saúde


Outra medida para evitar problemas jurídicos complexos é contatar um médico nas questões de saúde do idoso, principalmente em situações de emergência.

Ao tomar essa atitude, você preza pela saúde da pessoa assistida aos seus cuidados e garante que ela vai receber o tratamento correto que necessita.


5. Autocuidado é essencial!


Para conseguir lidar com a sua rotina, é preciso que você cuide de você mesmo também!

Escolha uma atividade física ou recreativa que te agrade, como alongamento, meditação e caminhada. E lembre-se também da importância da alimentação e qualidade do sono e pensamentos.

Confira a nossa lista com algumas formas de se cuidar:


  • Meditação;

  • Massagem;

  • Cuidados estéticos;

  • Yoga;

  • Esportes em geral;

  • Ouvir música;

  • Ler.

A lista é infinita, o importante é fazer aquilo que te faça sorrir e se sentir melhor com você mesmo.


6. Grupos de apoio para cuidadores de idosos


Uma modalidade de terapia muito popular são os grupos de apoio, nos quais os participantes compartilham suas experiências em um determinado assunto e externalizam suas emoções reprimidas.

No caso dos cuidadores de idosos, um grupo de apoio pode ser uma ótima alternativa para lidar com o estresse diário, fazer amizades com profissionais da mesma área e perceber que você não está sozinho nessa jornada.


7. A importância do acompanhamento psicológico


Sessões de terapia são ideais para pessoas com problemas emocionais ou psicológicos mais complexos.

Ao realizar uma sessão individual com um especialista, você tem total liberdade para falar sobre suas angústias, tristezas e felicidades e receber a análise que necessita.

É fundamental externalizar suas emoções para conseguir lidar com a sua vida de uma forma mais leve.


Caso você se encontre numa situação emocional muito complicada mas não sabe como começar a lidar com isso ou tem medo de não ser compreendido a ACIRMESP pode te ajudar!

Ao se tornar um associado da organização, você tem o benefício de apoio psicológico. Além disso, ser associado da Acirmesp proporciona vários benefícios, como apoio jurídico, eventos gratuitos e muito mais. Para saber mais, clique aqui.

23 visualizações
bottom of page